Ciganos Calé ou Kalon

dos bairros mais pitorescos da Espanha , aonde os ciganos
kalons transformaram as grutas caiadas em suas
moradias , de onde se ouvem as guitarras , cantes e
quejíos ( Cantos tradicionais andaluzes) que acompanha as
zambras (( tradicionais danças ciganas do flamenco), as
casa escavadas na encosta de Sacromonte ,não é muito
exata , e tudo indica que foram construídas a partir do século
XVI , quando as populações judias e árabes foram expulsas de
suas casas , e se juntaram aos ciganos já vivendo nas Grutas ,
eram as habitações dos marginalizados , e de certa forma
ficavam longe do controle administrativo e eclesiástico da
época .
Para fazer uma gruta ,fazia se um corte vertical que seria a
fachada , ai fazia um arco de volta inteira que seria a porta ,
e dai escavada as divisões internas ,etc
Os terrenos determinavam os limites das grutas , que era
determinado pela altura , pelo terreno e extensão dos cerros ,
e por isso não existe uma gruta semelhante a outra , e temos ai
as veredas ,barrancos , fachadas ,pracetas , e os interiores
caiado de branco , dando a Sacromonte pela presença cigana ,
algo " Singular e Único No Mundo , pelos hábitos ciganos , as
danças , cantorias .
E foi ai misturado com os mouriscos , judeus , a raça cigana
foi mais forte e os absorveu , eles desapareceram , foram
aciganados pela convivência, e sendo a maioria ciganos ,
casamentos mistos , eles desapareceram , restaram apenas
ciganos , nessa mistura nasceu o " Flamenco " de Caráter
Único e Puramente Calé Roma.

Dança Cigana Sistêmica



Oficina de danças sistêmicas no projeto Saber Viver do setor de Oncologia do Hospital Oswaldo Cruz. 
Mãos que liberam o coração. Grata a Itaciana Ferreira e toda equipe.
Foi um dia belo e gracioso. Estou em estado de Graça.
Ministrando a oficina ao lado de Karlene Magalhães






Dança Cigana-Ciganos-Rrom




Um princípio Rrom-cigano, é que eles vivem o hoje, não são adeptos a viver do passado, caminham para adiante. Uma história sem muitos pergaminhos a não ser os que os mais antigos se lembram ou estudiosos descobrem ainda meio sem profundidade. 
São enigmáticos pela diversidade, pois um clã ou grupo cigano nem sempre seguem as mesmas tradições, inclusive porque incorporam um pouco de culturas por onde passaram e conviveram.
No Brasil, poucos se lembram que os ciganos chegaram apenas 70 anos depois de sua descoberta, em 1570 um grupo de ciganos é trazido pela monarquia portuguesa e outros adentraram como puderam. Em 1828 Rrom de outros grupos ou clãs chegaram também fazendo histórias aqui em nosso país. Mas isto não é tocado. Porém existe.
Uma fantasia se criou ao redor desta cultura e o estígma de andarilho, onde se sabe que nem todo povo cigano gosta de viver aqui e acolá, querem um canto para viver suas vidas.
Mas sigo com este povo em frente, sem remoer passado e olhando o presente como dádiva da vida. Aprendendo e evoluindo. Opre Rroma.
Uma das tarefas do meu trabalho é a conexão ancestral das etnias no seu íntimo, sem fantasias. Além das bases terapêuticas e de autoconhecimento que o envolve. Gratidão aos Rrom.


Dança Cigana Sistêmica.


Deusas, mulheres, Rromi-ciganas, humanas, divinas??? Todas elas baliam em cada uma de nós. Os aspectos humanos e divinos são sementes as quais regamos em nossa jornada. Dançar e reconhecer todas as forças internas nos favorece ao despertar. Nós decidimos quando estamos conectadas à nossa força.




Reconecte com seu mais profundo movimento de amor e luz. A mulher que você é.
Dança Cigana Sistêmica. 

Dança Cigana com as taças de fogo




Como já escrito aqui mesmo, a taça representa a unidade junto com o vinho. Num casamento é o símbolo da união entre o feminino e masculino. 
A taça com o fogo é a abertura para para nossa força, atitude e energia da alma, nossa conexão anímica. E também traz esta união com o masculino e feminino. Em nossa aula fomoa agraciados com muitos insigths com a dança da taça de fogo.

 O milagre é cada passo que damos na vida em direção ao despertar e para a percepção, inclusive destes milagres.

Nosso exercício maior é “perceber, soltar e relaxar”, assim tocaremos os milagres do corpo e da alma presentes aqui e agora.
Roberta do Espírito Santo Brado.



Bailando com a luz interior

Dança Cigana-Celebração.

       
A dança com a pandereta vem dos antigos egípcios, também usado pelos ciganos no egito e trazido às diversas danças. Uma delas é a prática de dançar celebrando a colheita de bons frutos e a abundância. 
Dancemos.


Dançando como se é. Sem passos marcados, sem saber qual é a música, sem prever, apenas dançando o que a alma ordena numa dança plena simplesmente para dançar. Gratidão, gratidão, gratidão.
video
      As expectativas sobre si e o outro destroem a fluides. O não reconhecimento da humanidade em todos exclui e se processa a rigidez. Amar e honrar está além da compreensão .
Liberar-se das projeções e liberar o outro traz a beleza de saber tocar verdadeiramente um coração.
Em minha roda de aniversário dançamos a abundância e a aspiração de unidade em todos nós e do planeta. Tocar a luz universal.
Gratidão e amor.

A dança como descentralização. Movimento da Alma.

Segundo Workshop. Corpo Musical -Método Roberta do Espírito Santo Brado.
A dança é um olhar diante da vida, integra-nos a alma e ao que nosso Ser se propõe. 

Os movimentos do corpo são como música, entoa notas anímicas que alimentam nossa existência. Faça seu corpo cantar a dança que sua alma inebria e encanta.
Workshop em 5 módulos com certificado. 
A data de início ficou para 23 de setembro. 
video
Primeiro módulo 23 de setembro de 2017. 
Inscrições só antecipadas, de 27 de julho a 5 de setembro
Solicite sua ficha de inscrição pelo e-mail. reikianarmes@hotmail.com
Facilitadora Roberta do Espírito Santo Brado, especialista em danças sistêmicas, cigana e áurica, facilitadora em constelação familiar e terapeuta holística
Investimento R$ 230.0 por módulo.
Este trabalho é destinado a homens e mulheres de qualquer área. Educação, saúde, comércio, empresas, psicologia, artes, e da dança em geral., que poderão usufruir e utilizar o método.
Bem-Vind@S com amor.
Apenas 12 vagas. Entre em contato.
O primeiro workshop que já iniciamos segue adiante com muito empenho e compartilhas essenciais. Gratidão a tod@s os participantes.

 — O corpo olhando para a alma. A presença integrada às essências dos elementais em nós e no todo. 

 Namastê.