Os Aromas e os Ciganos.



                               Esta alquimia com os aromas nos revelam estágios de nossa mente e de nosso espírito  que podem ser tocados quando o perfume da consciência é despertado.


              Os aromas depois de descobertos pelos fenícios, vem sofrendo alterações para aprimorar suas propriedades a fim de atender necessidades e gostos diferentes. Desde então, as essências tem tido papel crucial nas mais diversas fórmulas existentes. Culturas antiqüíssimas, como Egípcios, Malaios e Africanos entre outros, já utilizavam os aromas da natureza para tratar desequilíbrios emocionais/espirituais e outros tantos males do corpo físico e astral. 
              Os Magos Ciganos Perfumistas, já sabiam e comprovaram que conforme nós utilizamos as junções de cheiros, estes podem nos conduzir à harmonia dos corpos, facilitando a ampliação da consciência daquilo que está acontecendo conosco. Sendo assim, os aromas, aos poucos foram sendo introduzidos na forma mais fácil de se utilizar, sendo usado para cuidar das partes - física, emocional, mental e espiritual. É sabido que os cheiros podem conduzir-nos as mais diversas sensações, um bom exemplo disto, aromas no nosso dia-a-dia, que por vezes nos remetem as mais diversas lembranças (ex: perfume de mulher bonita, cheiro de neném, cheiro de casa da vovó, etc..).

   E assim os aromas vêm se expressando como elementos de cura através dos óleos essenciais, chás, perfumaria e óleos vegetais. Fabricam-se sprays, alcoolaturas, remédios medicinais, tônicos produtos cosméticos naturais, florais...e uma série de composições biológicas a favor da vida natural.  
                           
  Utilizamos os recursos da natureza para nos harmonizarmos com ela e fazer parte conscientemente desta energia.  
                      Bem-vind@s!

Nenhum comentário:

Postar um comentário